Associativismo

Associação Para o Desenvolvimento Social e Cultural de Santana
 
Centro Social Paroquial de Ferreira - A - Nova
 
Rancho Folclórico Rosas de Maio de Santana
 
Associação Cultural e Desportiva dos Cavaleiros da Gândara
 
Associação de Moradores de Netos e Queridas
 
Associação Tromelguense de Instrução Cultura e Amizade
 
Grupo Juvenil São Tomé
 
Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Ferreira-a-Nova (ACRD Ferreira-a-Nova)
Em 05 de Maio de 1987 foi constituída a Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Ferreira-a-Nova, situada a norte do largo da comissão fabriqueira da igreja matriz de Ferreira-a-Nova onde se realiza a “feira dos 3”, entre a Junta de Freguesia e a Cooperativa Agrícola, actualmente apresenta-se como a mais antiga e mais importante colectividade da freguesia. A nossa sede foi inaugurada por sua Excelência a Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Dr. Manuel Alfredo Aguiar de Carvalho, em 10 de Dezembro de 1989.
Nas nossas instalações funciona um bar, actualmente concessionado, um salão de espectáculos com capacidade para cerca de 500 lugares sentados, composto por palco com sistema de som e luz (moderno), bem como 4 camarins com Wc´s próprios e balneários. Possui ainda uma sala intitulada “sala da música”, onde actualmente são leccionadas aulas de música. No nosso espaço existe aina uma cozinha equipada onde são confeccionadas todas as refeições nos dias dos nossos eventos. Também faz parte do nosso edifício as instalações onde funcionou durante alguns anos o centro de saúde, as quias esperamos ter em nossa posse antes do final do ano.
Dos nossos estatutos consta como principais objectivos
O cultivo pelo desporto e recreio bem como a instrução dos seus associados, empregando para isso todos os meios ao seu alcance de harmonia com os recursos existentes e o meio local, especialmente desenvolver o gosto pelo Teatro, pelo Folclore, pela Música e outros desportos de utilidade colectiva e social; Promover festivais na sua sede ou fora dela; Participar em provas ou concursos desportivos nacionais ou internacionais, para as quais tenha atletas ou equipas habilitadas e fundos disponíveis.
Com vista á concretização dos fins para os quais foi constituída, tem esta Associação desenvolvido diversas actividades de entre as quais se destacam as seguintes:
-Promoveu com o apoio do Centro de Área Educativa de Coimbra, cursos de Bordados, Pintura, Culinária, Electricidade, Desenho da Construção Civil e de Informática;
-Criou uma Escola de Música;
-Promoveu aulas de Ginástica e Aeróbica;
-Promoveu diversas de Provas de Atletismo em vários escalões;
-Promove e realiza anualmente Torneios de Malha de Ferro, Malha de Borracha, Sueca, Damas, Xadrez, Matraquilhos, Pingue-pongue, Bilhar de Mesa, Pesca Desportiva e T.T., 
-Realiza anualmente uma prova de Freestyle
-Realiza anualmente encontros de Cicloturismo, Motards e Rally Cross;
-Promoveu a criação de um Grupo Musical Pop-Rock;
-Promoveu encontros das Escolas de Música do Concelho;
-Promoveu e realiza encontros de Tunas nacionais e internacionais;
-Realiza anualmente Noites de Fados, com fadistas do Concelho e não só;
-Criou um grupo de danças de salão
-Criou um grupo de danças modernas os “Anjos d´Azul”, os quais actualmente são uma referencia na freguesia e fora dela.
-Realiza anualmente Saraus envolvendo na sua realização diversos recursos humanos da Freguesia, quer a nível da encenação quer da actuação em si;
-Criou uma equipa de Futsal Feminino inscrita na Associação de Futebol de Coimbra;
-Para que a tradição não terminasse, esta Associação levou a cabo a realização da Festa de S. Tomé durante quatro anos, festa essa de índole religiosa;
-Mais recentemente comemora-se o dia das mulheres com um jantar que já uma referencia no nosso concelho.
-Realiza-se também desfiles de moda
-Organiza-se festas da juventude.
-Recuperou-se também o festival da canção da nossa terra.
-Realiza anualmente festas de Carnaval, Páscoa e de Fim de Ano;
-Quando solicitada para o efeito, cede os seus espaços á Câmara Municipal da Figueira da Foz, á Junta de Freguesia de Ferreira-a-Nova ou á Fábrica Paroquial da Igreja, para a realização de acções culturais diversas.
-É associada da Associação de Futebol de Coimbra.
-É Sócia-Fundadora da Associação das Colectividades do Concelho da Figueira da Foz.
Para a prossecução de todas estas actividades os fundos desta Associação provêm de:
- Quotização dos Sócios;
- Venda de Bilhetes de espectáculos organizados pela Associação, inscrições em Provas Desportivas;
- Taxas estabelecidas pela utilização das instalações;
- Donativos, subsídios ou outras receitas eventuais.
Todas as actividades acima mencionadas só são passíveis de serem realizadas devido ao esforço, empenho e dedicação dos membros das direcções que têm passado por esta Associação.
 
Sociedade Musical Recreativa, Instrutiva e Beneficente Santanense
A Sociedade Musical Recreativa Instrutiva e Beneficente Santanense foi fundada em 1 de Setembro de 1894, e a Banda de Santana desde a sua primeira apresentação em público, em existência contínua, sempre se tem revelado um conjunto artístico de alto merecimento, ocupando um lugar destacado entre as suas congéneres do Centro do País.
Composta exclusivamente por executantes amadores, com rara intuição para a música, a Banda orgulha-se do seu passado, com actuações em festas, concertos, sessões solenes, guardas de honra a membros do governo e a Sua Excelência o Sr. Presidente da República, Dr. Jorge Sampaio na inauguração do Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, e ao Dr. Cavaco Silva na comemoração dos 125 anos da elevação a cidade da Figueira da Foz, bem como em outras manifestações recreativas e culturais em todo o país e estrangeiro, sempre com os melhores elogios da crítica especializada.
Foi-lhe atribuído em 1991 o estatuto de Instituição de Utilidade Pública (Dec. Lei 460/77).
Mantém igualmente uma Escola de Música, com cerca de 57 alunos, suporte musical para ingressar nas fileiras da Banda. Esta é composta actualmente por 63 músicos, tendo a sua grande maioria idade inferior a 25 anos.
Tem, desde 1985 a Direcção Musical do Maestro Francisco Relva Pereira, e assume, nos últimos anos, um papel de destaque no panorama musical português, com a apresentação em Setembro de 1998 do seu primeiro trabalho áudio, com o título “Notas Confusas”.
Funcionou como Banda de apoio ao Curso de Regentes de Bandas Filarmónicas do Distrito de Coimbra, que decorreu nas suas instalações em Outubro de 2000.
Organizou em Setembro de 2004 o seu 1º Encontro Internacional de Bandas, em Setembro de 2005 e em 2007 o Encontro de Bandas / Inter distrital do INATEL.
Foi a única Banda do Concelho da Figueira da Foz, a participar na gravação do CD duplo "As melhores Bandas Filarmónicas da Região - Distrito de Coimbra" lançado pela Public-Art em Junho de 2002, sendo o 1º de uma colecção que junta as melhores Bandas do País, por Distritos.
Em Abril de 2000 alcança no Luxemburgo, a sua 1ª internacionalização, seguindo-se em 2001 a viagem ao Luxemburgo e à Alemanha e ainda a Castrelo - Espanha, em 2004 ao Luxemburgo e Bélgica, realizando vários concertos e obtendo assinalável êxito.
Foi a banda de suporte na apresentação oficial do hino da Associação de Colectividades do Concelho da Figueira da Foz, composto pelo maestro Francisco Relva Pereira.
Participou no FILARMUNDO – 1º Encontro Internacional de Filarmónicas da Figueira da Foz.
Em 2009, foi agraciada, pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, com a Medalha da Cidade e com a Medalha de Mérito Cultural em Prata Dourada.